Esteja atento para as oportunidades do mercado imobiliário na crise

  13 de Novembro de 2015    

Em épocas de crise, podemos notar três tipos de profissionais no mercado imobiliário. Há aqueles que reclamam, há os que se acomodam e há quem procure maneiras de obter os melhores resultados com as oportunidades que somente épocas como a que estamos vivendo podem oferecer. Para estes, vamos apresentar informações importantes para trabalhar com sucesso na crise!

O mercado está bom para quem?

Vamos começar respondendo a uma pergunta crucial, que pode dar um sinal claro para que o corretor tome boas iniciativas para estimular as negociações, como entender a quem o mercado atual favorece. Para tanto, vamos nos referir à retração do mercado imobiliário, que acontece em grande parte pela mudança nas regras de financiamento da Caixa Econômica Federal (ocorridas em março deste ano), que se soma à falta de confiança da população com relação aos rumos da economia.

Como a Caixa diminuiu para 50% o valor dos financiamentos, os candidatos às compras estão precisando de uma reserva muito maior para viabilizar um negócio. Quem antes poderia dar um sinal de R$100 mil na compra de um apartamento que custa R$1 milhão hoje teria que dispor de R$500 mil para comprar o mesmo apartamento. Alie a isso a desconfiança do brasileiro com relação ao futuro e temos uma retração significativa do mercado!

Ou seja, cai a procura pela compra de imóveis o que, naturalmente, obriga os ofertantes a alinharem os preços à nova realidade. Diante disso, o valor real da renda familiar brasileira começa a apresentar maior capacidade de compra no mercado imobiliário do que a observada antes da crise. Em outras palavras, se a capacidade de negociação de um comprador com dinheiro em caixa sempre foi boa, hoje ela é ainda melhor.

Migração para o aluguel e opção por imóvel na planta

Voltando às mudanças nas regras de financiamento da Caixa, que deixaram aquele candidato que tem R$100 mil sem condições de comprar o apartamento de R$1 milhão, podemos concluir que só restou a ele duas alternativas: a primeira é recorrer ao aluguel, e a segunda, buscar um imóvel na planta, desde que ele não esteja disposto a sacrificar (e muito) a qualidade do apartamento.

De fato, em comparação com o volume de vendas, podemos notar que a procura por aluguéis tem aumentado, o que torna o investimento em imóveis para locação bastante favorável no momento. Por outro lado, aquele mesmo candidato que terá que recorrer ao aluguel também poderá optar pela compra de um imóvel na planta, considerando a capacidade de sinal que possui.

Minha Casa Minha Vida

Outro fato relevante que devemos ficar atentos diz respeito às mudanças no Minha Casa Minha Vida, que passarão a vigorar na terceira fase do programa do Governo Federal, caso de fato ela seja lançada — ainda não há previsão para isso.

Pelas novas regras, existirão quatro faixas de renda com diferentes cobranças de juros.

  • Na faixa 1: a renda foi corrigida de até R$1600 para R$1800, sem cobrança de juros;

  • Na faixa 1,5: novidade criada pra beneficiar famílias com rendas entre R$1800 e R$2350, os juros serão de 5% com subsídio de até R$45 mil para a compra do imóvel;

  • Na faixa 2: entre R$2350 e R$3600, os juros serão de 6% a 7%;

  • Na faixa 3: juros de 8% para renda entre R$2600 e R$6500.

Para quem tem renda até R$800, a parcela será de R$80. De R$800 a R$1200 a parcela será de 10% da renda familiar. Dessa faixa até R$1600, as parcelas passarão a comprometer 15% da renda familiar e entre R$1600 e R$1800, 20%.

Onda de insegurança

Outro ponto que vale ficar atento é para o tipo de imóvel que os compradores estão buscando. Com a onda de insegurança que assola as grandes cidades, atualmente os edifícios com sistemas de monitoramento por vídeo e outros aparatos que aumentam a segurança dos moradores têm sido os preferidos.

Quer compartilhar com nossos leitores alguma informação adicional que você considera importante sobre o mercado imobiliário na crise? Deixe aqui o seu comentário!

1 avaliações, média 5.0 de 5

Sobre o Imobilinks

O Imobilinks oferece em uma solução integrada site e sistema para corretores de imóveis e imobiliárias. Nossos modelos de site são otimizados para todos os dispositivos incluindo tablets, smartphones e SEO. Pelo sistema é possível exportar anúncios para diversos portais imobiliários e redes socias.

  Contato

Rio de Janeiro

Rua Marquês de São Vicente,
140 sala 302 - Gávea

  Horário de Atendimento

Segunda a Sexta: 9h00 as 18h00

  Siga-nos nas Redes Sociais